sábado, 31 de março de 2012

"Head of the Cork", hoje em Avis, visto por um amador de fotografia

Foto Nº 1 - Missão cumprida...

Foto Nº 2 - O último foi o número 28 e chama-se Carlos...


Foto Nº 3 - Comunicação social...

Foto Nº 4 - Um espectáculo chamado Albufeira do Maranhão...


Foto Nº 5 - Uma foto quase perfeita ( não fôra o tabaco...)


Foto Nº 6 - Guloseimas...

Foto Nº 7 - Produtos regionais (VALONGO)


Foto Nº 8 - Os prémios...

Foto Nº 9 - O pódio feminino...com muita classe...
 
 
Foto Nº 10 - Custa muito ganhar a vida honradamente...


Foto Nº 11 - Mais produtos regionais (AVIS)


Foto Nº 12 - Equilibrio...


Foto Nº 13 - O Pódio masculino a)


a) O 1º classificado é Português, chama-se PEDRO FRAGA e está seleccionado para os próximos Jogos Olímpicos

O 2º classificado chama-se HENRIK STEPHASEN, é Dinamarquês e é campeão do mundo de ligeiros, em 2012

O 3º Classificado chama-se TIM MAYENS, é Belga e foi 4º classificado nos Jogos Olímpicos de Pequim e nos de Atenas

CESTAS DE POESIA (CCXII)

Foto da semana


Numa semana em que cá pelo burgo se andou a brincar um bocado aos polícias e ladrões; numa semana em que a Associação dos Diabéticos se manteve fechada; numa semana em que continuaram em bom ritmo e muito pó as obras da Rotunda Célia Patinho em Avis, já se vendo a sua cercadura completa (foto da semana); numa semana em que se anuncia para amanhã, na Albufeira do Maranhão, em Avis, a segunda edição da Regata “Head of the Cork”, organizada pelo Herdade da Cortesia Hotel, com partida aprazada para as 16 horas no Braço de Benavila; numa semana em que se prepara a iniciativa “Hora do Planeta 2012”, que apela ao “apagão” de luzes à escala mundial amanhã, das 20h30 às 21h30, como forma de sensibilização para a importância de um consumo energético racional, de forma a assegurar a sustentabilidade do planeta; numa semana em que a chuva nos pregou mais uma partida ameaçando chegar em fartura e tendo-se ficado por uns pinguinhos; numa semana em que se vai realizar uma grande manifestação, amanhã em Lisboa contra a reforma administrativa, numa semana em que, amanhã e no Domingo se irão realizar em Avis as procissões próprias da Semana Santa,
eis que chega a nossa Cesta de Poesia. Hoje, JOSÉ DA SILVA MÁXIMO, em plena época de crise, brinda-nos com uma riqueza, mais propriamnete com uma

RIQUEZA DE AMOR

Meu Deus de que jeito fico
Grande mistério me encobre;
Perto de ti sou tão rico
Longe de ti sou tão pobre


Na vida duma pessoa
Não há dois dias iguais;
Uns, passam lentos demais,
Outros há que o tempo voa!
Quando a companhia é boa
Tudo cheira a manjerico,
Eu dela não abdico
Sempre que alguém me sorri,
E se me abeiro de ti
Meu Deus de que jeito fico!


Do tempo que já passei
Eu guardo recordações;
Em muitas ocasiões
Tudo do Mundo esperei.
Nesses dias que pensei
Ter uns assomos de nobre,
Olhando o Céu que me cobre
Pegando na tua mão,
Não sei porquê, porque não,
Grande mistério me encobre!


Se um dia p’ra ti caminho
E ao teu encontro vou,
Até parece que sou
Levado num remoinho!
Como sou teu amiguinho
E o meu amor te dedico,
A situação não complico
Que o amor é coisa séria,
Mesmo que tenha miséria
Perto de ti sou tão rico!


Quando de ti me despeço
Com os passos que vou dando,
Aos poucos vou-me afastando
Daquele Bem que eu mereço!
Sinceramente confesso
Mesmo que muito me sobre,
Nem que a fortuna me dobre
Tenha montes de riqueza,
Digo-te amor, com franqueza:
Longe de ti dou tão pobre!

domingo, 25 de março de 2012

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE APOIO AOS DIABÉTICOS DO CONCELHO DE AVIS, ENCONTRA-SE ENCERRADA

A Associação Humanitária de Apoio aos Diabéticos do Concelho de Avis, vai estar, a partir de amanhã segunda-
-feira, 26 de Março, temporariamente encerrada, devido ao facto da funcionária que ali se encontrava em contrato ter terminado o mesmo e, apesar de já se encontrar outro projecto aprovado, ainda não haver substituto(a).



Quando a Associação reabrir as suas portas, prometemos divulgá-lo aqui por “DO CASTELO”.

sexta-feira, 23 de março de 2012

CESTAS DE POESIA (CCXI)


Foto da semana


Numa semana em que se realizou mais uma Feira dos Produtos na Sede do Agrupamento Vertical de Escolas de Avis (foto da semana); numa semana em que hoje, saí de minha casa e compreendi que a razão das pessoas não aparecem ou aparecem pouco aos eventos se deve à quantidade de eventos que por aí se anunciam em cartazes profusa e estrategicamente colocados, a saber:

1 – PROCISSÕES EM AVIS 2012 – 31 de Março – às 21h. Procissão das velas
                                                           01 de Abril – às 16h. Procissão dos Passos;

2 – AULA DE HIDROGINÁSTICA SENIOR – dia 31 de Março, com partida junto à Caixa Geral de Depósitos, em Avis, pelas 8,45h, com destino a Ponte de Sôr;

3 – DIA NACIONAL DO MTD – MOVIMENTO DOS TRABALHADORES DESEMPREGADOS;
;
4 – ASSEMBLEIA-GERAL DA ASSOCIAÇÃO DE DIABÉTICOS, a ocorrer no dia 31 de Março, a partir das 14,30h no salão da Junta de Freguesia;

5 – LIMPAR PORTUGAL – A acontecer amanhã, dia 24 no concelho de Avis;

6 – CAFÉ COM LETRAS, DA AMIGOS DO CONCELHO DE AVIZ – ASSOCIAÇÃO CULTURAL, a ocorrer no dia 29 de Março, a partir das 18h, na Sede da ACA, com Nuno Sequeira e Joana Alves que vão falar sobre “A sustentabilidade do Olival – das práticas tradicionais às práticas (intensivas) modernas”;

7 – AVIS JOVEM 2012 – DOMINGO RADICAL – no dia 25 de Março, a partira  as 10h. no Complexo do Clube Náutico, com Parede de Escalada, Slide, Passeio moto 4 e Torneio de Paint Ball;

8 – X JOGOS FLORAIS DE AVIS – iniciativa da Amigos do Concelho de Aviz – Associação Cultural, cujo regulamento está disponível em www.aca.com.sapo.pt  ;

9 – CONFERÊNCIA – SISTEMA DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO (AVISJOVEM) – no dia 28 de Março, no auditório Municipal Ary dos santos, às 20,30h., com a presença do Dr. Armando Leandro;

10 – UM CONCELHO A CAMINHAR – ALCÓRREGO – caminhada, com partida ás 09h. do dia 25 de Março, na Junta de Freguesia de Alcórrego;

11 – AULAS DE EQUITAÇÃO – com inscrições no HERDADE DA CORTESIA HOTEL;

12 – MATANÇA DO PORCO À MODA ANTIGA – no dia 1 de Abril, a partir das 09 horas no Mercado Municipal;

13 – (já passado mas ainda com cartaz exposto)RURALALENTEJO – Plenário de agricultores, a 17 de Março no Salão da Junta;

14 – (sem cartaz) – SESSÃO DE TEATRO a acontecer hoje no Auditório Municipal Ary dos Santos, em Avis,
Eis que chega mais uma Cesta de Poesia.
JOSÉ DA SILVA MÁXIMO, traz-nos hoje a descrição do sítio onde nasceu e como foi criado, lá no Concelho de Marvão. Então é assim:

Em Ponte Velha nasci

Numa modesta casinha;
Foi lá que os olhos abri,
Com o Sever á beirinha.


O lugar para nascer
Não é por nós escolhido
E nem faria sentido
Sermos nós a escolher!
Confesso: senti prazer
Quando no mundo me vi,
A existência garanti,
O lugar foi-me indif’rente
E anuncio a toda agente:
Em Ponte Velha nasci.


Meus pais eram pobrezinhos,
Eu fui o filho segundo,
Tive o pai melhor do mundo,
Da mãe, recebi carinhos;
Levaram-me por bons caminhos
Eram dotes que ela tinha
Que sempre mostrando vinha.
Não tive um berço dourado,
Mas fui sempre acarinhado
Numa modesta casinha.


A mãe que me deu o ser
Também me deu criação;
Deu-me o peito, deu-me o pão
Que me fizeram crescer!
Aos pais quero agradecer
O que deles recebi,
E nunca mais esqueci
Que numa casinha pobre,
Fui criado como um nobre
Foi lá que os olhos abri.


Depois que no mundo entrei
Recordo a todo o momento
O lugar do nascimento
Por ser lá que me criei;
Nunca mais olvidarei
Da minha casa, a caminha,
Que era p’ra mim à noitinha
Oásis da natureza,
Sem alardes nem riqueza
Com o Sever á beirinha!


24-04-2011

segunda-feira, 19 de março de 2012

AVISESTÓRIAS - 8º ENCONTRO DE CONTADORES DE HISTÓRIAS

O AvisEstórias é um evento a que me habituei a frequentar e que continuarei a fazer. Este ano cumpriu a sua oitava edição e parece-me que neste momento são bem mais interessantes estes Encontros de Contadores de Histórias do que o eram no início. Não pela qualidade dos contadores convidados de então ou de agora. Mas presentemente existe uma maior envolvência com as organizações da terra. O Fazigual e o Centro de Convívio e Apoio Social Engº João Antunes Tropa, da Fundação Abreu Callado, se este ano não foram apresentados como cabeças de cartaz, a verdade é que saíram deste evento como sendo.

Sexta-feira de manhã foi um regalo ver a representação do Conto “Mestre Finezas”, de Manuel da Fonseca, pelos alunos do 8ºB da disciplina de Teatro da Escola Básica 2, 3 Mestre de Avis, que depressa nos fizeram esquecer aquela “estopada” que foi ouvir ler o protocolo que consolida a rede Concelhia de Bibliotecas, constituída pelas bibliotecas Municipal de Avis, Biblioteca do Agrupamento Vertical de Escolas do Concelho de Avis e pela Biblioteca da Fundação Paes Teles, de Ervedal.
 O Fazigual reforçou-se com um peso pesado, de seu nome ORLANDO DIAS, mais conhecido por MESTRE ORLANDO, no papel de Mestre Finezas. Deu gosto ver esta mistura intergeracional e o modo como um “jovem” já com mais de 80 anos consegue subir para um palco e fazer parte de um espectáculo que só sai a ganhar com a sua presença. Não fôra as “fezes” do Mestre Orlando pelo facto de a barbearia estar fechada a horas que deveria estar aberta e talvez que as coisas ainda tivessem saído melhor, apesar da peça apenas ter sido ensaiada três vezes. Para ver como estas coisas stressam, não deixou de ser interessante ouvir o Mestre Orlando, depois da peça acabada e o pano fechado mas com o microfone ainda ligado, desabafar para os colegas, em modos de descompressão: - Já está!

Da parte da tarde foi a vez do Centro de Convívio e Apoio Social Engº João Antunes Tropa, da Fundação Abreu Callado, nos deliciar com uma peça de teatro. Aqui assistimos, sem o tempo dar por isso, à representação da “Assembleia da Bicharada”. Sublime! Que lição, aquela boa gente nos deu. A velhice, está apenas na cabeça de certa gente. Vejam como estes “artistas” seniores se desenvencilharam…fabuloso! O texto, da autoria da Professora Margarida Madeira estava muito bem concebido e a representação foi superiormente conseguida.

Para os “actores” da manhã e para os actores da tarde vão os meus parabéns. Numa escala de 0 a 20, dou 18 a ambas as representações, só não dando os 20, porque é sempre possível fazer melhor…

Obviamente que os parabéns são extensivos a todos aqueles que localmente se envolveram na organização deste encontro.

O resto do evento é mais ou menos repetitivo, com alguns novos contadores e com algumas repetições de convidados.

No seu cômputo geral, foi agradável assistir ao 8º Encontro de Contadores de Histórias de Avis e confesso que, quando saí, já quase não me lembrava do amargo de boca que sinto todos os anos, quando tenho que pagar os 5 euros para poder participar…

Até pr’ó ano…


Foto 1 - A assinatura do tal acordo ...

Foto 2 - Dulcinia apresentou o "Mestre Finezas"

Foto 3 - "Mestre Finezas" em palco...

Foto 4 - MESTRE ORLANDO um MESTRE à altura...

Foto 5 - Palmas...


Foto 6 - Lena apresentou a "Assembleia da Bicharada"

 

Foto 7 - Uma Enfermeira grávida - a única personagem que não era bicho (ou bicha...)


Foto 8 - Margarida Madeira, a autora do texto

Foto 9 - Abelhas, Zangãos, Joaninhas e Gafanhotos


Foto 10 - Um elenco de luxo...

Foto 11 - Recebendo os merecidos aplausos


sexta-feira, 16 de março de 2012

CESTAS DE POESIA (CCX)


Foto da semana



Numa semana em que apesar dos insistentes gritos estridentes lançados pela gaita do amola tesouras pelas ruas de Avis, a chuva teimou em não aparecer; numa semana em que a Rotunda Célia Patinho acabou de fechar o seu circulo central; numa semana em que a RTP1 apresentou uma reportagem sobre a Freguesia de Avis, desviando assim os holofotes que a TVI e a SIC estavam a projectar sobre a Freguesia de Benavila; numa semana em que ouvi o resto de uma conversa de duas pessoas que olhavam atónitas para a obra das futuras instalações da Biblioteca Municipal (foto da semana) em que diziam: - “Ah! Julguei que isto eram mais quartos do Lar da Misericórdia” ao que o outro respondeu; - “Quero ver onde é que vão arranjar pessoas para virem ocupar este disparate de biblioteca” velhos do Restelo sempre os houve -; numa semana em que chegou mais uma edição da AvisEstórias; numa semana em que fui á “Loja dos Chineses” em Avis, comprar uma agenda e constatei que as agendas que têm á venda são todas de…2009;numa semana em que voltou a instalar-se a falta de segurança de pessoas e bens na freguesia de Avis; numa semana em que tive conhecimento que o livro “Alfabeto Trapalhão”, da autoria da escritora e amiga de Avis Lurdes Breda e da ilustradora Rute Reimão, residente em Avis, é um dos selecionados para estar no Pavilhão de Portugal, na Feira do Livro Infantil de Bolonha, em Itália! ; numa semana em que continuei triste por não ver pessoal trabalhador de Avis nas diversas obras que por cá grassam, eis que chega mais uma Cesta de Poesia. JOSÉ DA SILVA MÁXIMO desta vez, resolveu escrever algo acerca do seu aniversário.

Ora vamos lá ver em que termos é que o fez, este poeta octogenário de santo António das Areias:


A VIDA, OS ANOS QUE VÃO PASSANDO POR NÓS

Quando avisa o calendário
E este mês de Outubro aponta,
Às contas do eu rosário
Eu junto mais uma conta!

É no princípio do mês
Que este evento tem lugar
E me incita a festejar
Os anos mais uma vez!
Do festejo sou freguês
Cumpro assim o meu fadário,
Aponto no meu diário
Como os anos vão passando,
Os quais vou comemorando
Quando avisa o calendário.

São dezenas – oito e meia
Que Deus me quis conceder,
Me foi deixando fazer
Com mais ou menos “peleia”;
Já vou sendo cá na aldeia
O que mais atrás remonta!
A idade não me afronta
Nem cai no esquecimento
Que a data do nascimento
E este mês de Outubro aponta

Fiz uma vida exemplar:
Em pequeno fui estudante
De carpinteiro ajudante
Até a tropa enfrentar;
Dois anos lá fui passar
Guarda-fiscal foi cenário
Que garantiu meu salário.
Concorri, fui promovido,
Nunca neguei o sentido
As contas do meu rosário.

Reformado fui um dia
Já cinquenta e seis contava,
Aos sessenta começava
A escrever poesia;
Muitos versos eu fazia
E sempre de rima pronta!
Em Jogos Florais “à tonta”
Entrei, consegui vencer,
E às contas do meu saber
Eu junto mais uma conta.

02-10-2010

sábado, 10 de março de 2012

CANCRO NO FEMININO, JÁ FOI!



Hoje, o Auditório Municipal Ary dos Santos em Avis foi demasiado grande para receber as cerca de quarenta pessoas que quiseram assistir à Palestra “Cancro no Feminino” e simultaneamente demasiado pequeno para albergar tantos ensinamentos que ali foram proferidos por quem sabe da matéria e fala com conhecimento de causa,

Cerca das 15,30h, Madalena Cardona, a aluna do 3º ano do Curso Profissional de Técnico de Organização de Eventos que pensou englobar esta Palestra na sua Prova de Aptidão Profissional, deu início aos trabalhos. Depois de agradecer àqueles que mais ou menos directamente a ajudaram neste projecto, Madalena começou por dar a palavra à Srª Dr.ª Ana Balão, ali presente em representação do Município de Avis e em substituição do Dr. Nuno Silva que não pôde estar presente. De seguida foi dada a palavra ao Dr. Rui Dinis que durante mais de duas horas ininterruptas explanou de uma forma simples, compreensiva e directa a problemática do cancro da mama, do cancro do colo do útero e do cancro dos ovários, além de passar por outros cancros como o do pulmão. A pouca assistência presente ouviu as palavras que este oncologista, a trabalhar nos Hospitais de Évora e Portalegre aqui lhes trouxe e sentiu no fim que tinha sido muito bem empregue o tempo que aqui passaram. Ao fim das tais duas horas a debitar ensinamentos, foi a vez de uma pausa para café. No reinício, seguiu-se um período de perguntas para tirar dúvidas, e o Dr. Rui Dinis, qual enciclopédia a todos respondeu e ninguém deixou sem dúvidas. A seguir ao período de perguntas e respostas, Madalena Cardona fez a introdução para a intervenção das duas testemunhas do Movimento Vencer e Viver, de Ponte de Sôr. A D. Alda Cruz, começou por detalhadamente dar o testemunho da sua experiência, desde a descoberta do cancro que a molestou até hoje, e depois foi a vez da D. Maria Oliveira fazer o mesmo. No fim dos seus testemunhos viam-se algumas lágrimas entre os assistentes.

Findas as intervenções, foi a vez de se proceder ao sorteio do quadro de pintura a óleo sobre tela, oferecido pela autora, a Enfermeira Nídia. O valor das rifas é para entregar integralmente à Liga Portuguesa Contra o Cancro, e conseguiu-se, com esta acção, angariar o total de 505€ (Quinhentos e cinco euros). O talão premiado foi extraído pelo filho do Dr. Rui Dinis, com nove anos de idade, e correspondeu ao Nº 00415, pertencente à D. CARLA CAMACHO, de ÈVORA. Deu-se depois, cerca das 19,30h, encerrada esta palestra.

Como rescaldo fica a generosidade de toda esta gente que se empenhou para que o evento fosse um sucesso. E foi-o. Pela dedicação, pela qualidade dos oradores, pela importância do tema a debate. Há uma coisa que não se pode fazer: é ir buscar as pessoas a casa. De alguma experiência que tenho em organizar eventos, pensei, muito sinceramente, que fosse mais gente assistir. O nosso povo é assim: se não se faz nada é porque nunca se faz nada, se se faz, não aparece!

Uma coisa é certa: não se pode desistir.

Pois que apareçam mais Madalenas a fazer coisas para esclarecimento sério e desinteressado da nossa população

Foto 1 - As primeiras presenças registara-se cedo

Foto 2 - Vendem-se as últimas rifas...


Foto 3 - Movimento Vencer e Viver, de Ponte de Sôr


Foto 4 - Ana Balão e Madalena Cardona


Foto 5 - Madalena Cardona e Rui Dinis


Foto 6 - Assistência


Foto 7 - Mais assistência 


Foto 8 - O retemperar de forças...


Foto 9- Dois dedos de conversa entre o passado e o futuro...


Foto 10 - Alda Cruz e Madalena Cardona


Foto 11 - Dúvidas

Foto 12 - E mais dúvidas

sexta-feira, 9 de março de 2012

CESTAS DE POESIA (CCIX)



Foto da semana: o Jardim do Mestre, em Avis, está entregue "aos bichos"

Na semana em que chega finalmente, amanhã, o dia da palestra acerca do Cancro no Feminino, a decorrer no Auditório Municipal Ary dos Santos, em Avis, pelas 15 horas e com entradas grátis; na semana em que os cheiros nauseabundos de produtos hortícolas se fizeram sentir muito significativamente na nossa vila; numa semana em que BENAVILA saltou para os tablóides nacionais e a muito curto prazo saltará para as nossas televisões; na semana em que verifiquei mais uma vez o estado lastimável de abandono a que foi votado o Jardim do Mestre, situado num sítio privilegiado da nossa vila mas onde a erva cresce ao Deus dará (ver foto da semana); na semana em que concluí que o problema daquele jardim não é o poupar de água, pois que os outros jardins e rotundas de Avis estão verdinhos e devidamente aparados; na semana em que me constou que a ausência de chuva se deve ao facto de uma pessoa que não gosta da Rotunda Célia Patinho ter rogado uma praga do género: “ enquanto não acabarem a rotunda, não há-de chover!”; na semana em que as mulheres se preparam para o seu jantar a acontecer amanhã, a partir das 21 horas no Casão da Casa do Benfica em Avis (parece que haverá à entrada um esmeril para afiar as línguas eh!eh!eh”); na semana em que as máquinas a operar na Rotunda Célia Patinho continuam a danificar estruturas montadas como foi o caso dos cabos do telefone que deixaram habitações sem comunicações por algumas – muitas – horas; eis que chega mais uma Cesta de Poesia.
Foram hoje conhecidos os resultados dos Jogos Florais de Almeirim 2011/2012. O poeta  JOSÉ DA SILVA MÁXIMO, de Santo António das Areias, nosso convidado há longas semanas, concorreu com 5 (CINCO) trabalhos em poesia (Quadra, Soneto e Décimas) e conseguiu ser distinguido com 5 (CINCO) prémios. Além dos parabéns que endereço ao premiado pelo pleno de Almeirim, a si deixo-lhe mais este trabalho em Décimas, da autoria do nosso poeta campeão, com votos de bom fim-de-semana.


PROFISSÕES


Quem faz casas é pedreiro
Quem dá aulas, professor;
Faz portas o carpinteiro,
Quem faz teatro é actor


Quem escreve é escritor,
Quem canta o fado é fadista,
Quem faz flores é florista,
Quem tem “canudo” é doutor;
O que canta é cantador,
Faz funis o funileiro,
Faz botas o sapateiro,
O que acredita é um crente,
Mentiroso é o que mente,
Quem faz casas é pedreiro.


Faz tonéis o tanoeiro,
Cava a terra o cavador,
O que rema é remador,
Quem arma tenda é tendeiro;
Ser pobre é não ter dinheiro,
O que lavra é lavrador,
Quem compra é comprador,
Quem estuda é estudante,
Quem navega é navegante,
Quem dá aulas, professor.


Quem tece é um tecelão,
O que joga é jogador,
O que caça é caçador,
Crer em Cristo é ser cristão;
Quem não cresceu é anão,
Quem faz covas é coveiro,
Faz carvão o carvoeiro,
Quem viaja é viajante,
Vende em feiras o feirante,
Faz portas o carpinteiro.


Quem vende peixe é peixeiro,
Quem despacha é despachante,
Quem fabrica é fabricante,
Quem tem moinho é moleiro;
Quem faz livros é livreiro,
Quem discursa é orador,
Quem faz pintura é pintor,
Quem canta em coro é corista,
Que tem uma arte é artista,
Quem faz teatro é actor.

29-05-2005



quinta-feira, 8 de março de 2012

CANCRO NO FEMININO - O PORQUÊ DESTA PALESTRA


O Cartaz

 

Antes de mais, os meus parabéns a todas as mulheres do Mundo no seu dia Internacional, com um enfoque muito especial nas mulheres da minha vida.

A palestra que esta semana aqui tenho divulgado, por achar de extrema importância, afinal porque nasceu? Resumidamente é assim: uma aluna do 3º ano do Curso de Organização de Eventos, da EPRAL em Évora, de seu nome Madalena, veio fazer um estágio profissional para o Município de Avis. Tendo que desenvolver um projecto para aplicação prática dos conhecimentos adquiridos na Escola, pensou que uma das maneiras possíveis seria arranjar um modo de comemorar condignamente o Dia Internacional da Mulher. Como este dia recai a uma quinta-feira, o evento realizar-se-á no Sábado. Feito o esboço do projecto e apresentado  ao Município, do mesmo foi aprovada a Palestra. O projecto era mais vasto e digamos de que das três partes que constava foi aprovado um terço, sendo que os outros dois terços foram dispensados por motivos de ordem económica, perfeitamente compreensíveis, e outros.

Sempre foi intenção da Madalena conseguir igualmente angariar alguns fundos para oferecer à Liga Portuguesa Contra o Cancro. Cerceadas as partes do projecto que poderiam de algum modo dar receitas para a Liga, surgiu a ideia de apelar á generosidade da Enfermeira Nídia, no sentido desta disponibilizar gratuitamente um dos seus quadros de pintura a óleo sobre tela, para que, através da venda de rifas, o mesmo pudesse ser sorteado e para que o valor integral da venda das rifas revertesse a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro. O desafio foi aceite pela Enfermeira Nídia e o quadro será entregue a quem tiver o talão correspondente ao canhoto sorteado no sábado, no final da palestra, como consta, aliás, no programa da mesma, e que acima se reproduz.

Explicado o porquê do aparecimento desta palestra e tendo a certeza de que todos já se inteiraram da importância da mesma, a “DO CASTELO” restam duas coisas:

1º - Solicitar-lhe que esteja presente no sábado na palestra e que divulgue este evento junto de todos os seus amigos e amigas. Não se esqueça que o Cancro mata mas que em muitas situações é curável, desde que detectado a tempo. E é disso que se vai falar!

2º - Dar os parabéns à jovem Madalena pela generosidade em organizar um evento desta natureza e desta finalidade. Endereçar igualmente ao Município de Avis, na pessoa da Drª Marta Alexandre, Tutora do estágio, os parabéns pelo facto de terem aprovado o desafio de uma jovem que acaba por demonstrar que afinal aquilo que os “cotas” dizem nem sempre corresponde à verdade: afinal a juventude é solidária, generosa e ainda há jovens que prestam!

BEM-HAJAM TODOS…e até Sábado, no Auditório Municipal Ary dos Santos às 15 horas!
Sem falta!

quarta-feira, 7 de março de 2012

IGNORAR O CANCRO DA MAMA É IGNORAR AQUELES DE QUEM GOSTA

Em Portugal, morrem por ano 1 500 mulheres com cancro da mama. Faça a mamografia ou compareça ao rastreio.

O cancro da mama é uma doença que não afecta apenas a vida de uma mulher, mas a de todos os que a rodeiam. Pense em si, mas também neles, e siga estas 12 sugestões para uma prevenção eficaz.

1 – Desconhecem-se as causas do cancro da mama. Se tem familiares directos que tenham tido cancro da mama consulte o seu médico.

2 – Tenha uma alimentação saudável. Utilize frutas e vegetais

3 – Evite as bebidas alcoólicas.

4 – Controle o seu peso. Evite a obesidade.

5 – Faça exercício físico com regularidade.

6 – Preferencialmente tenha o primeiro filho antes dos 35 anos

7 – A cirurgia estética da mama não provoca cancro. Só deverá ser realizada após exames clínicos e imagiológicos.

8 – As mamografias e as próteses mamárias não provocam cancro.

9 – Os traumatismos da mama não são responsáveis pelo cancro.

10 – A ausência de dor na mama não significa ausência de cancro. A presença de dor também não significa a presença do cancro.

11 – Se palpar um nódulo na mama consulte o seu médico. Este poderá aconselhar a realização de mamografia e/ou ecografia mamária.

12 – Quando convocada compareça ao rastreio do cancro da mama.

As palavras acima são da Liga Portuguesa Contra o Cancro, escritas em folheto e acerca desta doença responsável por 1500 mortes anuais.
Se quiser saber mais acerca desta doença, esteja presente no próximo sábado, a partir das 15 horas, no Auditório Municipal Ary dos Santos, onde além das explicações do Dr. Rui Dinis, e do Psicólogo Clínico no Hospital de Évora, Dr. Paulo Simões, falarão das suas experiências e darão o seu testemunho duas senhoras do Movimento “Vencer e Viver” de Ponte de Sôr.

Dada a sua pertinência, amanhã voltaremos ao tema.

terça-feira, 6 de março de 2012

O CANCRO DO COLO DO ÚTERO NÃO ESCOLHE IDADES. A PREVENÇÃO TAMBÉM NÃO.

10 RAZÕES PARA PREVENIR O CANCRO DO COLO DO ÚTERO

(Antes que seja tarde)

1 – O cancro do colo do útero é a segunda causa de morte por cancro em mulheres jovens, depois do cancro da mama.

2 – o cancro do colo do útero habitualmente não provoca sintomas e pode demorar até 15 anos a desenvolver-se a partir de lesões genitais pré-cancerosas.

3 – O cancro do colo do útero não é hereditário; é causado pelo papilomavírus humano (HPV), que se transmite por contacto sexual.

4 – 8 em cada 10 mulheres poderão ser infectadas pelo papilomavírus humano (HPV) ao longo da vida

5 – O uso de preservativo protege das infecções sexualmente transmitidas, ainda que não assegure uma protecção completa no caso do HPV, uma vez que o contacto genital pele-pele pode ser suficiente para ocorrer transmissão do vírus

6 – O teste de Papanicolaou ajuda a detectar lesões pré-cancerosas no colo do útero e a vacinação ajuda a preveni-las

7 – Após o início da actividade sexual, deve realizar-se um exame ginecológico e, pelo menos a partir dos 25 anos, deve ser feito o rastreio do cancro do colo do útero

8 – A vacinação protege contra vírus que são responsáveis por cerca de 75% de todos os casos de cancro do colo do útero

9 – A vacinação contra o HPV demonstra benefícios mesmo depois de iniciada a vida sexual

10 – A associação da vacinação com o rastreio ajuda a maximizar a eficácia da prevenção do cancro do colo do útero ao longo da vida

Este excerto de um panfleto da Liga Portuguesa Contra o Cancro alerta da necessidade de prevenir o Cancro do Colo do Útero. Isto é um excerto, mas para falar detalhadamente sobre este assunto estará no próximo sábado, a partir das 15 horas, no Auditório Municipal Ary dos Santos, em Avis, o Dr. Rui Dinis, médico oncologista nos Hospitais de Évora e Portalegre, convidado na qualidade de orador, na palestra que ali decorrerá e intitulada “CANCRO NO FEMININO”.

Amanhã, voltaremos ao tema.

segunda-feira, 5 de março de 2012

LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO

É este o quadro da autoria da Enfermeira Nídia, a sortear na próximo sábado, na Palestra a ter lugar no Auditório Ary dos Santos, sendo que o produto da venda das rifas reverte integralmente a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro


A LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO, Instituição de SOLIDARIEDADE, sem fins lucrativos, reconhecida de Utilidade Pública, nasceu em 1941 para:

- Lutar contra o cancro
- Apoiar a pessoa com Cancro e sua família
- Contribuir para a Investigação Científica

Desenvolve a sua acção através de 5 Núcleos: Açores, Centro, Madeira, Norte e Sul, disponibilizando:

- Campanhas de esclarecimento da população
- Rastreio do Cancro da mama
- Movimentos de Apoio a Mulheres com Cancro da Mama (Vencer e Viver), Laringectomizados (MovAplar), e Ostomizados
- Voluntariado Hospitalar, que através de 13 Serviços, ajuda a lutar contra a solidão e     sofrimento numa mensagem de esperança
- Apoio Domiciliário
- Apoio a doentes carenciados, (ex: medicamentos e transportes)
- Unidade de Psico-Oncologia
- Apoio à Investigação Científica
- Apoio à Formação de Técnicos de saúde
- Um Dia pela Vida, interacção com a comunidade

O grau de actividade desenvolvida depende da sua colaboração

O NÚCLEO REGIONAL DO SUL CONTA CONSIGO

TODOS SOMOS POUCOS

NÚCLEO REGIONAL DO SUL
R, Prf Lima Basto
1099-023 Lisboa
Tel.: 217 264 099/ 217 271 241
Fax: 217 263 363

O que acabais de ler é a reprodução de um folheto distribuído á população em geral e redigido pela Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Fazendo fé nas duas últimas frases do folheto, que permitam recorde: O NÚCLEO REGIONAL DO SUL CONTA CONSIGO/TODOS SOMOS POUCOS, encontram-se a circular pelo concelho de Avis umas rifas para que se possa recolher uma verba a entregar àquela Liga. As rifas serão para sortear uma pintura a óleo, sobre tela, oferecida para o efeito, pela sua autora, a Enfermeira Nídia.
O sorteio será efectuado no próximo sábado, dia 10, na Palestra que irá ter lugar a partir das 15 horas no Auditório Municipal Ary dos Santos, a que nos referiremos num dos próximos posts.

sexta-feira, 2 de março de 2012

CESTAS DE POESIA (CCVIII)

Foto da semana


Na semana em que se anuncia para amanhã mais um Baile Organizado pelo Grupo de Baile de Avis (que pena eu ser tão pé de chumbo…); na semana em que se anuncia para o próximo dia 10 uma palestra a acontecer no Auditório Municipal de Avis, a partir das 15 horas acerca do cancro no feminino; na semana em que se anuncia para o próximo dia 10, no casão da Casa do Benfica, em Avis, o jantar das mulheres, assinalando o seu dia internacional; na semana em que, FINALMENTE, se começou a poder de novo jogar nos Jogos da Santa Casa, em Avis, bastando para tal dirigirmo-nos à PAPELAVIS; na semana em que o Benfica conseguiu perder mais três pontos, agora frente ao Porto; na semana em que descobri o quanto Avis vai à frente, ao termos já uma pista para os BUS ( ver foto da semana), eis que chega mais uma Cesta de Poesia.

JOSÉ DA SILVA MÁXIMO, fala-nos hoje do dia em que nasceu. Fálo nos seguintes termos:

No dia que vim ao mundo
Minha mãe rejubilou!
Fui o seu filho segundo
Que no seu ventre gerou.


Outubro, segundo dia,
Foi o dia anunciado,
O momento desejado
Chegava com alegria;
Mais um filhote nascia
De seu ventre era oriundo,
Cumprindo um sonho profundo
Em sua casa modesta
E foi motivo de festa
No dia em que vim ao mundo.


Já uma menina havia
Que o seu lar muito alegrava
Mas achavam que faltava
Um rapaz p’ra companhia;
Como tudo se previa
O bebé por fim chegou;
Logo o casal se alegrou
Quando o menino nasceu,
O recém-vindo era eu
Minha mãe rejubilou!


Sem terem casa abastada
Mais um filho p’ra criar,
Uma boca a sustentar
Era tarefa pesada;
Mas a vontade mostrada
Era tanta que no fundo,
Em seu carinho me afundo
Acabado de nascer,
E assim, por Deus querer,
Fui o seu filho segundo.


Não ficaria porém
Sua prole por aqui,
Mais quatro irmãos conheci
E todos vindos por bem!
Entre nós houve também
Um amor que se avolumou,
O casal todos criou
Com afecto por igual,
Sendo “só” seis afinal
Que em seu ventre gerou!